Mensagens de Cecilia Meireles

Mensagens de Cecilia Meireles. Mensagens de Albert Einstein, Abraham Lincoln, Sócrates, Clarice Lispector e outros autores. Todas organizadas em mensagens com frases e imagens para você refletir, compartilhar e impressionar no Facebook

Curte Mensagens de Cecilia Meireles? Então compartilhe com seus amigos e amigas!

Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas e nos marcam para sempre

Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas e nos marcam para sempre

Quando penso em você fecho os olhos de saudades

Quando penso em você fecho os olhos de saudades

Hoje desaprendo o que tinha aprendido ontem. E que amanhã recomeçarei a aprender.

Hoje desaprendo o que tinha aprendido ontem. E que amanhã recomeçarei a aprender.

Basta-me um pequeno gesto, feito de longe e de leve, para que venhas comigo e eu para sempre te leve

Basta-me um pequeno gesto, feito de longe e de leve, para que venhas comigo e eu para sempre te leve

Cântico IV -  Cecilia Meireles

Cântico IV - Cecilia Meireles

Eu deixo aroma até nos meus espinhos

Eu deixo aroma até nos meus espinhos

A arte de amar é a mesma de ser poeta

A arte de amar é a mesma de ser poeta

Motivo Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa.

Motivo Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa.

Retrato - Cecilia Meireles

Retrato - Cecilia Meireles

Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda

Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda

Se você errou peça desculpas

Se você errou peça desculpas

O amor - Cecília Meireles

O amor - Cecília Meireles

Tenho fases de ser tua, tenho outras de ser sozinha

Tenho fases de ser tua, tenho outras de ser sozinha

Foram-se os pássaros para o céu, mas as flores ficaram no chão.

Foram-se os pássaros para o céu, mas as flores ficaram no chão.

Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira

Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira

E nisto que se resume o sofrimento

E nisto que se resume o sofrimento

Vou pelo braço da noite, levando tudo que é meu

Vou pelo braço da noite, levando tudo que é meu

Ou Isto ou Aquilo

Ou Isto ou Aquilo

Curte de Cecilia Meireles? Então compartilhe com seus amigos e amigas!